seta para a esquerda seta para a direita seta para a direita seta para baixo
notícia

Publicada MP com medidas trabalhistas a serem adotadas pelos empregadores para enfrentar a crise do coronavírus (COVID-19).

Foi publicada no domingo, 22/03/2020, a Medida Provisória (MP) n.º 927 tendo como objetivo dispor sobre as medidas trabalhistas que poderão ser adotadas pelos empregadores para preservação do emprego e da renda, e para enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecido pelo Congresso Nacional, e da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do Coronavírus (covid-19), decretada pelo Ministro de Estado da Saúde.

As medidas previstas na MP são:

  1. o teletrabalho;
  2. a antecipação de férias individuais;
  3. a concessão de férias coletivas;
  4. o aproveitamento e a antecipação de feriados;
  5. o banco de horas;
  6. a suspensão de exigências administrativas em segurança e saúde no trabalho;
  7. o direcionamento do trabalhador para qualificação com a possibilidade suspensão do contrato de trabalho; e
  8. Suspensão da exigibilidade do recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS e possibilidade parcelamento.

Além das medidas acima, foram dadas outras providencias trabalhistas de igual relevância, tais como:

Ø  Suspensão por 180 dias dos prazos para defesas e recursos administrativos decorrentes de autos de infração,

Ø  Descaracterização expressa dos casos de contaminação pelo Coronavírus (covid-19), como se doença ocupacional fossem, exceto mediante comprovação do nexo causal;

Ø  Possibilidade de prorrogação dos acordos e convenções coletivos vencidos ou vincendos, no prazo de cento e oitenta dias, contado da data de entrada em vigor desta Medida Provisória, a critério do empregador, pelo prazo de noventa dias, após o termo final deste prazo;

Ø  Atuação de forma orientadora pelos Auditores Fiscais do Trabalho do Ministério da Economia pelo prazo de 180 dias, contado da entrada em vigor da MP, à exceção de algumas situações, tais como falta de registro de empregado, a partir de denúncias ou o trabalho em condições análogas às de escravo ou trabalho infantil;

Ø  Antecipação do pagamento do abono anual de 2020, ao beneficiário da previdência social que, durante este ano, tenha recebido auxílio-doença, auxílio-acidente ou aposentadoria, pensão por morte ou auxílio-reclusão, em duas parcelas, excepcionalmente.

Ø  Convalidação das medidas trabalhistas adotadas por empregadores que não contrariem o disposto nesta Medida Provisória, tomadas no período dos trinta dias anteriores à data de entrada em vigor desta Medida Provisória.

Veja o resumo da Medida Provisória elaborado pela equipe trabalhista da JCM Advogados, acessando o link abaixo.

https://jcm.adv.br/arquivos/MP_927de2020.pdf

Para ler a Medida Provisoria 927/2020 na íntegra, acesse: http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/medida-provisoria-n-927-de-22-de-marco-de-2020-249098775

Belo Horizonte

Av. Afonso Pena, 2.951
Funcionários como chegar

+55 31 2128 3585

bh@jcm.adv.br

Brasília

SAS, Quadra 1, Bloco M
Ed. Libertas Brasilis,
Salas 911/912 como chegar

+55 61 3322 8088

bsb@jcm.adv.br

Jaraguá do Sul

Av. Getúlio Vargas, 827
2º andar como chegar

+55 47 3276 1010

sc@jcm.adv.br

Rio de Janeiro

Av. Erasmo Braga, 277
13º andar como chegar

+55 21 2526 7007

rj@jcm.adv.br

São Paulo

Av. Paulista, 807
conj. 1822 como chegar

+55 11 3286 0532

sp@jcm.adv.br

Vitória

Rua Neves Armond, 210
7º andar como chegar

+55 27 3315 5354

es@jcm.adv.br