seta para a esquerda seta para a direita seta para a direita seta para baixo
artigo

SPED – A Nova Realidade

Fernando Fabri e Gustavo Xavier

O SPED – Sistema Público de Escrituração Digital -, cujos pilares iniciais foram as escriturações contábil e fiscal, aliadas à nota fiscal eletrônica, está cada vez mais presente na vida dos contribuintes brasileiros.

Atualmente, além da nota fiscal eletrônica e da escrituração fiscal do IPI, ICMS e do PIS e COFINS, os contribuintes já estão convivendo com o FCONT (Escrituração Digital das Contas Patrimoniais e de Resultado), o E-CT (Conhecimento de Transporte Eletrônico), a NFS-e (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica, etc.

A introdução do SPxED no cotidiano dos contribuintes tem exigido não apenas alterações de seu sistema de informática. Hoje em dia, todas sociedades vêm buscando alterar seus processos internos visando adequá-los às atuais exigências atinentes ao SPED.

No Estado de Minas Gerais, a EFD do ICMS e do IPI (EFD Fiscal) teve sua obrigatoriedade prorrogada, após a publicação do Decreto n°. 45.829, de 22 de Dezembro de 2011.

Nos termos daquele Decreto, os contribuintes obrigados à escrituração fiscal digital a partir do exercício de 2009, 2010 ou 2011 entregarão os arquivos relativos aos períodos de apuração compreendidos entre janeiro de 2011 a maio de 2012, até 25 de julho de 2012. Por sua vez, os contribuintes obrigados à escrituração fiscal digital a partir do exercício de 2012 entregarão os arquivos relativos aos períodos de apuração compreendidos entre janeiro a outubro de 2012 até 25 de dezembro de 2012.

Não menos importante que a apresentação da EFD, são os cuidados que as empresas deverão ter quanto à consistência das informações a serem lançadas no arquivo. Com a padronização das informações e o incremento da capacidade de processamento por parte da Receita Federal do Brasil, o cruzamento de dados, antes ocorrido apenas entre poucas declarações prestadas pelos contribuintes, passa a ser processado com um número infinitamente maior de informações.

A título de exemplo, já é hoje possível ao Fisco Federal a comparação entre os dados do DACON – Demonstrativo de Apuração de Contribuições Sociais (PIS/Cofins) e aqueles constantes da EFD Contribuições.

Enfim, nesses novos tempos, o acompanhamento especializado e contínuo das apurações tributárias e do preenchimento das obrigações acessórias torna-se uma ferramenta imprescindível para evitar futuras contingências.

Belo Horizonte

Av. Afonso Pena, 2.951
Funcionários como chegar

+55 31 2128 3585

bh@jcm.adv.br

Brasília

SAS, Quadra 1, Bloco M
Ed. Libertas Brasilis,
Salas 911/912 como chegar

+55 61 3322 8088

bsb@jcm.adv.br

Jaraguá do Sul

Av. Getúlio Vargas, 827
2º andar como chegar

+55 47 3276 1010

sc@jcm.adv.br

Rio de Janeiro

Av. Erasmo Braga, 277
13º andar como chegar

+55 21 2526 7007

rj@jcm.adv.br

São Paulo

Av. Paulista, 807
conj. 1822 como chegar

+55 11 3286 0532

sp@jcm.adv.br

Vitória

Rua Neves Armond, 210
7º andar como chegar

+55 27 3315 5354

es@jcm.adv.br